O TRABALHO DO PEDAGOGO NOS IFs: UMA BUSCA PELA QUALIDADE DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TECNOLÓGICA

Andressa Graziele Brandt, Franc-Lane Sousa Carvalho Nascimento, Nadja Regina Sousa Magalhães, Marylucia Cavalcante Silva

Resumo


Neste artigo, discutimos as atribuições, saberes e condições de trabalho do pedagogo da educação profissional do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina – IFs, tendo em vista as contribuições desse profissional na implementação de uma educação de qualidade. Delimitamos os seguintes objetivos: investigar as atribuições e contribuições do pedagogo na educação profissional e refletir sobre as condições de trabalho visualizando a qualidade dos serviços prestados pelas supervisões pedagógicas. Nesse sentido, partimos do seguinte problema de pesquisa: Qual a influência da ação da supervisão pedagógica e a contribuição na construção de uma educação de qualidade nos IFs de SC? Fundamentamos esse estudo em pesquisadores, como: Placco (1994); Freire (1979); Orsolon (2003); Kuenzer (1999); e Severino (2003), entre outros. Esta pesquisa, de caráter qualitativo, está definida como um estudo de caso; assim, realizamos uma entrevista para levantar as informações pelos Pedagogos dos IFs. Os resultados apontaram que o supervisor educacional precisa ter conhecimento básico sobre os IFs, conhecimento sobre a legislação e o desenvolvimento humano, além de habilidades e competências, tais como: ser pesquisador da realidade educacional, fazer a releitura do seu cotidiano, promover mudanças necessárias, criar novos horizontes para a instituição, ter competência teórica para orientar o processo pedagógico, abrir possibilidade de diálogo entre o grupo, orientar seus colegas na construção da proposta pedagógica que dará identidade aos IFs, enfim, ser articulador do processo pedagógico e do Projeto Pedagógico.

Palavras-chave: Pedagogo; Educação Profissional Tecnológica; Qualidade.

 

Abstract:

In this article, we discuss the assignments, contributions, knowledge and working conditions of the vocational education’s pedagogue of the Federal Institute of Education, Science and Technology of Santa Catarina - FIs, considering the contributions of the teacher as a professional who helps in the implementation of quality education. We defined the following goals: investigate the assigns and contributions of the educator in professional education and reflect about the work conditions looking for the quality of services provided by pedagogical supervision. Therefore, we set the following research problem: What is the influence of the pedagogical supervision action and the contribution in building a quality education on Santa Catarina’s FIs? We base this study in researchers as Placco (1994), Freire (1979); Orsolon (2003 ); Kuenzer (1999 ) and Severino (2003 ) among others. This research is defined as a case study of a qualitative character, so we did an interview to elicit information from pedagogues of FIs. The results showed that the educational supervisor needs the basic knowledge about the FIs, the legislation and the human development, as have skills and competencies like: be a researcher of educational reality, make the reading of his daily life, promote necessary changes, create new horizons for the institution, have theoretical competence to guide the educational process, open possibilities of dialogue among the group, guide his colleagues in the construction of a pedagogical proposal that will provide identity to the FIs, lastly, articulate the pedagogical process and the pedagogical project.

Keywords: Pedagogue; Vocational Education Technological; Quality.


Palavras-chave


Pedagogo. Educação Profissional Tecnológica. Qualidade.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRÉ, Marli Elisa Dalmazo Afonso de. Etnografia da prática escolar. Campinas, SP: Papirus, 1995.

BRZEZINSKI, Iria. Pedagogia, pedagogos e formação de professores: Busca e movimento. Campinas: Papirus, 1996.

DEMO, Pedro. Participação é Conquista: noções de política social participativa. 4 ed. São Paulo: Cortez, 1999.

COBRA, Rubem Queiroz. Boas-maneiras, etiqueta e cerimonial: suas definições e seu lugar na Filosofia. Editora Valci Ltda., Brasília, 2002.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1997.

_____. Educação e mudança. Trad.: Moacir Gadotti e Linia Lopes Martin. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.

GADOTTI, Moacir. Perspectivas atuais da educação. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

BEISIEGEL, Celso de Rui. A qualidade do ensino na escola pública. Brasília: Liber Livro Editora, 2006.

LÜDKE, Menga. ANDRÉ, Marli Elisa Dalmazo Afonso de. Pesquisa em Educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MACEDO, Roberto Sidnei. Etnopesquisa-crítica, Etnopesquisa-formação. Brasília:Líber, 2006.

MEDINA, Antonia da Silva. Supervisor Escolar: parceiro político pedagógico do professor. In: In: SILVA Jr, Celestino Alves; RANGEL, Mary (orgs.). Nove olhares sobre a supervisão. Campinas: Papirus, 1997. p.09-35.

KUENZER, Acácia Zeneida. Formação de profissionais da educação no Brasil: as políticas de formação: A constituição da identidade do professor sobrante. Educação & Sociedade, Campinas, ano 20, n. 68, p. 163-183, dez. 1999.

MORAES, Maria Cândida. Educar na biologia do amor e da solidariedade. Petrópolis/RJ: Vozes, 2003.

ORSOLON, Luzia Angelina Marino. O coordenador/formador como um dos agentes de transformação da/na escola. In: PLACCO, Vera Maria Nigro de Souza e ALMEIDA, Laurinda Ramalho de (org.). O coordenador pedagógico e o espaço da mudança. 3. ed. São Paulo: Loyola, 2003.

PARO, Vitor Henrique. Políticas educacionais: considerações sobre o discurso genérico e a abstração da realidade. In: Paro Vitor Henrique. Escritos sobre educação. São Paulo: Xamã; 2001. p. 121-39.

PLACCO, Vera Maria Nigro de Souza. Formação e prática do educador e do orientador. São Paulo: Papirus, 1994.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Preparação técnica e formação ético-política dos professores In: BARBOSA, Raquel Lazzari Leite (Org.). Formação de Educadores: Desafios e Perspectivas. São Paulo: Editora UNESP, 2003, p.71-89.

VILLAS BOAS, Benigna Maria Freitas. Projeto de intervenção na escola: mantendo a aprendizagem em dias. Campinas:Papirus, 2006.

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.19123/eixo.v3i1.140