MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO PÚBLICA

André Ribeiro Ferreira

Resumo


Há duas décadas, o governo brasileiro busca métodos que permitam maior foco em resultados. Iniciou-se um esforço no sentido de se desenvolver método semelhante ao utilizado em organizações privadas também para o setor público. Por meio de Comitê Conceitual, composto por especialistas em gestão e profundos conhecedores do modelo de avaliação já aplicado ao setor privado e com apoio de várias instituições públicas e privadas empenhadas na busca da qualidade em gestão, desenvolveu-se o Modelo de Excelência em Gestão Pública. Este modelo possui características que permitem avaliar as organizações públicas brasileiras com requisitos pertinentes, respeitando-se, portanto, a natureza pública dessas mesmas organizações. Adaptado à realidade brasileira, temos um sistema de avaliação e melhoria que considera como premissa para uma gestão pública excelente o atendimento aos Princípios Constitucionais da Administração Pública e estabelece Fundamentos de Excelência Gerencial como valores a serem vivenciados pelas organizações. Oito critérios representam o modelo com agrupamento dos requisitos. O Modelo de Excelência em Gestão Pública passou por evoluções resultantes do feedback das instituições e dos ciclos contínuos de análise e melhoria realizados pelo Comitê ao longo de doze anos de aplicação. Estudos demonstram a importância desse modelo no aperfeiçoamento contínuo da gestão das organizações públicas e para a implementação das estratégias. O Modelo foi aplicado amplamente ao longo dos anos em diversos tipos de organizações públicas.

 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19123/eixo.v1i1.16