PLANTÃO PSICOLÓGICO: A CONSTRUÇÃO DE UM "PRO-JETO" SOBRE AS VICISSITUDES HUMANAS NO ESPAÇO EDUCACIONAL, NARRANDO A INTERTEXTUALIDADE DE UMA EXPERIÊNCIA PSICOLÓGICA NO INSTITUTO FEDERAL DE GOIÁS

Aline Seixas Ferro, André Alexandre Antunes

Resumo


A presente explanação tem como anseio versar sobre uma proposta de intervenção por meio do “Plantão Psicológico” desenvolvido no espaço educacional do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG), Campus Formosa e Campus Inhumas. Estabelecer-se-á a interface das vivências e experiências entre os campi a partir de uma mesma ação, com vistas a evidenciar as multiplicidades de significações e distintos desdobramentos do projeto em função dos diferentes atores que nele atuam. O contexto educacional, na contemporaneidade, apresenta-se como lócus de convergência das mazelas humanas, de modo a trazer angústia e sofrimento psíquico. Logo, um espaço de escuta no ambiente escolar torna-se fundamental, e o Plantão Psicológico surge como possibilidade de ação preventiva e promotora da saúde psíquica e da higiene mental.


Palavras-chave


Plantão Psicológico; Psicologia Escolar; Bem-Estar; Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19123/eixo.v4i1.213