ANÁLISE DA INSERÇÃO OCUPACIONAL DECORRENTE DO PRONATEC IFB – CÂMPUS CEILÂNDIA

Paulo Henrique Sales Wanderley

Resumo


Este estudo de caso tem por propósito analisar a inserção ocupacional oriunda do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – PRONATEC. Nesta pesquisa será avaliado qual o índice de discentes concluintes de cursos de Formação Inicial e Continuada ofertados pelo Instituto Federal de Brasília – IFB, Campus Ceilândia que conseguiram empregar-se e qual percentual de pessoas que estão trabalhando conseguiram emprego na área de formação do curso concluído. Por fim, serão propostas ações que melhorem esta efetividade.


Palavras-chave


Educação Profissional e Tecnológica, Inserção Ocupacional, PRONATEC, Formação Inicial e Continuada.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Educação. Programa Nacional de Ensino Técnico e Emprego – PRONATEC. Lei nº 12.513. Brasília: MEC, out. de 2011.

______. Ministério da Educação. Lei nº 11.892. Brasília: MEC, dez. de 2008.

______. Presidência da República. Decreto 7.721. Brasília: MEC, abr. de 2008.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Manual de Gestão da Bolsa-Formação, nov. de 2011.

______. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. PRONATEC. Disponível em . Acessado em jul. 2012.

Cresswell, J. W., Research design: qualitative, quantitative and mixed method approaches, Thousand Oaks, California: Sage, 2003.

FREDENHAGEM, S. V.; COMETTI, N. N.; BONFIM, C. J. de L.; ARAÚJO, F. D. de. A voz da evasão. Revista Eixo, v.1, n.2. Brasília: Instituto Federal de Brasília, 2012.

SAVIANI, D., Sobre a concepção de politecnia, Rio de Janeiro: EPSJV/Fiocruz, 1989.




DOI: http://dx.doi.org/10.19123/eixo.v4i2.269