Educação a distância, professor, tutor e aprendizagem: as mudanças que faltam

Patricia Rossi Carraro Rossi Carraro, Antônio dos Santos Andrade dos Santos Andrade

Resumo


Ao longo dos últimos anos, ocorreu uma expansão da educação a distância (EAD) que mesmo com os desafios e as limitações a serem superadas, vem se consolidando como instrumento de desenvolvimento da aprendizagem no ensino superior. A partir de um levantamento bibliográfico da produção científica sobre a EAD em dissertações, teses e periódicos, das bases digitais: SciELO, Pepsic, Bibliotecas eletrônicas das universidades públicas, no período de 2002 a 2013, buscou-se revelar a existência de uma preocupação com a formação docente, a prática pedagógica, a satisfação, a construção do conhecimento, o contato com as novas tecnologias e o envolvimento do docente com os aspectos mais relevantes, como por exemplo, autonomia, interação, cooperação e a aprendizagem. Com relação ao tutor, verificou-se que, em geral, este não assume o papel docente, não é o responsável pela elaboração e execução das aulas, e nem do material didático, contudo, ocupa um papel fundamental na aprendizagem dos alunos. Constata-se que a formação deste profissional é motivo de preocupação e requer ser bem trabalhada. Conclui-se que, se esta modalidade de ensino traz mudanças para o contexto educacional, não é em relação ao surgimento de uma nova concepção de aprendizagem, mas apenas em relação aos dispositivos de ensino. A partir daí, se defende uma verdadeira mudança de paradigma que finalmente leve a aprendizagem para o que lhe é essencial, uma concepção molecular, processual e inventiva, tal como concebida por Gilles Deleuze. 

 

 


Palavras-chave


EAD, professor, tutor, aprendizagem, esquizoanálise.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, M. S.; BUNKER, E. L. A model for self-regulated distance language learning. Distance Education, New York, v. 30, n. 1, p. 47-61, May, 2009. Disponível em: http://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/01587910902845956?journalCode=cdie20#preview

Acesso em: 10 nov. 2011.

ARAÚJO, I. A. Textos, contextos e intertextos do trabalho pedagógico do(a) professor mediador(a) no curso PIE/FE-UnB. 2007. 313 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2007. Disponível em: http://cutter.unicamp.br/document/?code=vtls000409118. Acesso em: 23 fev. 2011.

AZAMBUJA, M. A. de; GUARESCHI, N. M. de F. Devir vírus. Rev. Dep. de Psicol., UFF, Niterói, v. 19, n. 2, p. 439-454, jul./dez. 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-80232007000200013&lng=en&tlng=pt. Acesso em: 13 mar. 2012.

AZAMBUJA M. A.; GUARESCHI, N. M. de F. Qual educação não seria à distância? Athenea Digital, Barcelona, v. 17, p. 17-32, jun. 2010. Disponível em: http://psicologiasocial.uab.es/athenea/index.php/atheneaDigital/article/view/641. Acesso em: 13 mar. 2012.

BAGGALEY, J. Where did distance education go wrong? Distance Education, New York, v. 29, n. 1, p. 39-51, May 2008. Disponível em: http://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/01587910802004837?journalCode=cdie20#preview

Acesso em: 10 nov. 2011.

BECKER, F.; MARQUES, T. B. I. Ensino ou aprendizagem a distância. Educ. Rev., Curitiba, n. 19, p. 89-95, 2009. Disponível em: http://educa.fcc.org.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602002000100007&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 24 fev. 2012.

BOLLIGER, D.U.; WASILIK, O. Factors influencing faculty satisfaction with online teaching and learning in higher education. Distance Education, New York, v. 30, n. 1, p. 103-116, 2009. Disponível em: http://www.eric.ed.gov/. Acesso em: 25 nov. 2011.

BORNE, L. DA S. Trabalho docente na educação musical a distância: educação superior brasileira. 2011. 163f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2011. Disponível em: http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/34141. Acesso em: 27 fev. 2012.

CARVALHO, M. C. dos S. de. Competências dos tutores para atuação em programas de educação a distância mediados pela internet: o caso do curso de graduação em administração da EA/UFRGS. 2009. 100 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Rio Grande do Sul, 2009. Disponível em: http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/29974. Acesso em: 27 fev. 2012.

DELEUZE, G. Diferença e Repetição. Tradução Luiz Orlandi, Roberto Machado. Rio de Janeiro: Graal, 2006.

FERREIRA, M. O. V.; SILVEIRA, P. R. T. da. Identidade Docente em Tempos de Educação a Distância. Fundamentos en Humanidades. Argentina. año X, v. 2, n. 2, p. 201-219, 2009. Disponível em: dialnet.unirioja.es/descarga/articulo/3189334.pdf. Acesso em: 25 mar. 2012.

GIACOMAZZO, G. F. Aprendizagem e conhecimento: por uma pedagogia da cooperação em EAD. 2007. 130 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Rio Grande do Sul, 2007. Disponível em: http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/13733. Acesso em: 14 abr. 2011.

GIOLO, J. Educação a distância e a formação de professores. Educ. Soc., Campinas, v. 29, n. 105, p. 1211-1234, 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v29n105/v29n105a13.pdf. Acesso em: 20 fev. 2012.

IKEDA, A. A.; CAVALHEIRO, C. Reflexões sobre as contribuições do ensino à distância. eGesta, (UNISANTOS), Santos, v. 1, n. 3, p. 55-75, 2005. Disponível em: http://www.unisantos.br/mestrado/gestao/egesta/artigos/44.pdf. Acesso em: 14 nov. 2012.

KASTRUP, V. A invenção de si e do mundo: uma introdução do tempo no estudo da cognição. Campinas: Papirus, 1999.

LEMOS, F. C. S. Educação a distância na sociedade de controle. Estudos e Pesquisas em Psicologia, UERJ, v. 9, n. 3, p. 664-678, 2009. Disponível em: www.revispsi.uerj.br/v9n3/artigos/pdf/v9n3a08.pdf. Acesso em: 12 abr. 2012.

LUZZI, D. A. O papel da educação a distância no paradigma educativo: da visão dicotômica ao continuum educativo. 2007. 415 f. Tese (Doutorado em Educação), Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/. Acesso em: 20 fev. 2012.

MARTINS, G. P. de. Tecnologias de informação e comunicação na educação: mudanças e inovações no ensino superior. 2009. 272 f. Tese (Doutorado em Educação), Faculdade de Ciências Sociais, Universidade de Brasília, Brasília. 2009. 272f. Disponível em: http://bdtd.bce.unb.br/tedesimplificado/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=4945. Acesso em: 20 maio 2012.

MORENO, E. R. Desafios da docência em cursos de pedagogia a distância. 2010. 245 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2010. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000789327. Acesso em: 04 maio 2012.

PINTO, S. A. A presença da ausência: formação do pedagogo na modalidade a distância: um caso da universidade do Tocantins. 2007. 233 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade de Brasília, Brasília, 2007. Disponível em: http://repositorio.bce.unb.br/bitstream/10482/5759/1/Dissert_Simone%20Andrea%20Pinto.pdf. Acesso em: 27 abril 2012.

RIBEIRO, L. R. de C.; OLIVEIRA, M. R. G. de; MILL, D. Ensino superior, tutoria online e profissão docente. Reflexão & Ação, Rio Grande do Sul, v. 17, n. 2, p. 243-258, 2009. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/reflex/article/viewFile/1033/837. Acesso em: 11 maio 2012.

SARAIVA, L. M.; et al. Tensões que afetam os espaços de educação a distância. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 11, n. 3, p. 483-491, set./dec. 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-73722006000300004&lng=en&tlng=pt. Acesso em: 23 maio 2012.

SIMONSON, M.; SCHLOSSER, C.; ORELLANA, A. Distance education research: a review of the literature. J Comput High Educ, n. 23, p. 124-142, 2011. Disponível em: http://www.schoolofed.nova.edu/~simsmich/pdf/JCHE%20-%20DE%20Review%20of%20the%20Research%202011.pdf. Acesso em: 04 maio 2012.

SLOCOZINSKI, H.; SANTAROSA, L. M. C. Compartilhando e aprendendo junto com o aluno - experiências de processo mediado pela Web. Informática na Educação, Porto Alegre, v. 7, n. 2, p. 63-80, 2004. Disponível em: http://seer.ufrgs.br/InfEducTeoriaPratica/article/view/4934. Acesso em: 30 abr. 2012.

SOUZA, E. P. de; OLIVEIRA, E. D. de. Educação (a distância) desterritorializada: uma proposta para a formação de docentes online. Renote - Novas Tecnologias na Educação, Rio Grande do Sul, v.11, n. 1, jul. 2013. Disponível em: http://seer.ufrgs.br/renote/article/view/41631. Acesso em: 11 maio 2014.

TAROUCO, L. M. R.; MORO, E. L. da S.; ESTABEL, L. B. O professor e os alunos como protagonistas na educação aberta e a distância mediada por computador. Educ. Rev., Curitiba, 21, 2003. Disponível em: http://educa.fcc.org.br/scielo.php. Acesso em: 20 abr. 2012.

VIANNA, C. A. D. A formação continuada de professores e a educação a distância: novas possibilidades. 2009. 179 f. Dissertação (Mestrado em Educação), Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2009. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000447679. Acesso em: 10 mar. 2012.

WHITE, C. Contribution of Distance Education to the Development of Individual Learners. Distance Education, New York, v. 26 n. 2, p. 165-181, 2005. Disponível em: http://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/015879105001688?journalCode=cdie20#preview. Acesso em: 14 mar. 2012.

ZIEDE, M. K. L. A construção da função dos tutores no âmbito do curso de graduação em pedagogia: licenciatura na modalidade a distância da Faculdade de Educação - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 2008. 257 f. Dissertação (Mestrado em Educação), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Rio Grande do Rio Grande do Sul, 2008. Disponível em: http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/16186. Acesso em: 20 mar 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.19123/eixo.v4i2.296