Migração e Colonialidade: pensando o imigrante brasileiro em Londres

Priscilla Menezes de Oliveira

Resumo


O presente artigo visa refletir sobre o imigrante brasileiro em Londres a partir de uma ótica da colonialidade que atravessa os rituais cotidianos das relações sociais nas grandes metrópoles europeias. Para entender o contexto social em que esses imigrantes se encontram, vou introduzir uma análise de perspectiva histórica para o fenômeno analisando questões tais como a inserção do imigrante brasileiro no mercado de trabalho e as relações sociais destes com a população local contexto urbano da capital inglesa. Nesse sentido, é fundamental analisar as inter-relações existentes entre migração e colonialidade através das categorias língua e estereótipo. O imigrante compõe o cenário ocupando posições sociais determinadas em grande parte pelo estereótipo e país de origem. O conhecimento da língua nativa também é elemento fundamental para a inserção do imigrante seja nas relações sociais cotidianas, seja no mercado de trabalho.

Texto completo:

PDF

Referências


ARANGO, Joaquín. Las 'Leyes de las migraciones de E.G. Ravenstein, cien años después’. Revista Española de Investigaciones Sociológicas, 1985.

BHABHA, Homi. O Local da Cultura. Tradução de Myriam Ávila, Eliana Lourenço de Lima Reis, Gláucia Renate Gonçalves. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1998.

BOSI, Alfredo. A escravidão entre dois liberalismos. Dialética da colonização. 3ª edição. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.

CASTELLS, Manuel. A Sociedade em Rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

CAVALCANTI, Leonardo; OLIVEIRA, Antonio Tadeu; TONHATI, Tânia (orgs.). A inserção dos imigrantes no mercado de trabalho brasileiro. Brasília: Cadernos do Observatório das Migrações Internacionais, 2014.

EVANS, Yara; TONHATI, Tânia; DIAS, Gustavo Tentoni (orgs.). Por uma vida melhor: brasileiras e brasileiros em Londres, 2010. Londres: Relatório do Grupo de Estudos sobre Brasileiros em Londres, 2011.

FANON, Frantz. Pele Negra, máscaras brancas. Salvador: EDUFBA, 2008.

GEB, Grupo de Estudos sobre Brasileiros no Reino Unido. Por uma vida melhor: brasileiras e brasileiros em Londres, 2010. Londres: 2011.

GUTIÉRREZ-RODRÍGUEZ, Encarnación. Migration, Domestic Work and Affect: a decolonial approach on value and the feminization of labor. New York, 2012.

HAESBAERT, Rogerio. Da Desterritorialização à Multiterritorialidade. Anais do X Encontro de Geógrafos da América Latina. Universidade de São Paulo, 2005.

HANDERSON, Joseph Diaspora. As dinâmicas da mobilidade haitiana no Brasil, no Suriname e na Guiana Francesa. Dissertação de doutorado apresentada no Museu Nacional, Rio de Janeiro, 2015.

HSIAO-HUNG, Pai. An Ethnography of Global Labour Migration. Feminist Review (77). London, 2004.

KNOWLES, C.; ALEXANDER, C. Making Race Matter: bodies, space and identity. Palgrave Macmillian, 2005.

MACHADO, Igor. Cárcere Público: processos de exotização entre imigrante brasileiros no Porto, Portugal. Dissertação de doutorado apresentada no Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UNICAMP, Campinas, 2003.

MALDONADO-TORRES, Nelson. Sobre la colonialidad del ser: contribuciones al desarrollo de un concepto. In: El giro decolonial: reflexiones para una diversidad epistémica más allá del capitalismo global. Bogotá: Siglo del Hombre Editores; Universidad Central, Instituto de Estudios Sociales Contemporáneos y Pontificia Universidad Javeriana, Instituto Pensar, 2007

MARGOLIS, Maxine L. Goodbye, Brazil: emigrantes brasileiros no mundo. São Paulo: Editora Contexto, 2013.

PAZ, Octávio. El laberinto de la soledad. México: Fondo de Cultura Económica, 2000 [1950].

QUIJANO, Aníbal. “América Latina en la economia mundial” (1993). In: CLÍMACO, Danilo Assis (comp.). Aníbal Quijano: Cuestiones y Horizontes. Antología Esencial. De la dependência histórico-estructural a la colonialidade/descolonialidad del poder. Buenos Aires: CLACSO, 2014.

SAYAD, Abdelmalek. A imigração ou os paradoxos da alteridade. São Paulo: Edusp, 1998.

SEYFERTH, Giralda. Imigrantes, estrangeiros: a trajetória de uma categoria incomoda no campo político. Trabalho apresentado na Mesa Redonda Imigrantes e Emigrantes: as transformações das relações do Estado Brasileiro com a Migração. 26º Reunião Brasileira de Antropologia. Porto Seguro, 2008.

ZEA, Leopoldo. Discurso desde a Marginalização e a Barbárie. Rio de Janeiro: Garamond, 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.19123/eixo.v5i2.312