Da corporeidade dos tempos em tempos de transição: a escrita artivista como conhecimento e desconstrução

Rafael Garcia

Resumo


O presente escrito apresenta uma tentativa de traição poética às normas impostas aos estudantes/artistas na escrita acadêmica. Por assim ser, o trabalho expõe em um texto metalinguístico, uma dança entre os gêneros textuais da linguagem, performando índices de presença e significação que, ao se fazerem corpo e sentido, buscam refletir sobre o papel da escrita nos processos de formação de artistas acadêmicos.


Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO Theodor e HORKHEIMER Max. A indústria cultural: o iluminismo como mistificação das massas. In: Indústria cultural e sociedade. São Paulo: Paz e Terra, 2002.

ARTAUD, Antonin. O teatro e seu duplo. São Paulo. Martins Fontes 2006.

BEAUVOIR, Simone de. O Segundo Sexo. Tradução Sérgio Milliet. 2ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009.

BIÃO, Armindo. Aspectos epistemológicos e metodológicos da etnocenologia: por uma Cenologia Geral. In: Memória ABRACE I: Anais do I Congresso Brasileiro de Pesquisa e pós –graduação em Artes Cênicas, Salvador: UFBA, 1999, p. 364 – 367.

_______. (orgs). Etnocenologia. Textos selecionados. São Paulo: Annablume, 1999.

BUTLER. Judith. Sujeitos do sexo/gênero/desejo. In: Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

DELEUZE, Gilles. Espinosa, filosofia prática. São Paulo: Ed. Escuta, 2002.

DERRIDA, Jacques. A Escritura- A Diferença. 2. ed. São Paulo: Editora Perspectiva, 1995. Disponível em: http://pt.scribd.com/doc/239019648/DERRIDA-Jacques-A-escritura-e-a-diferenca-pdf#scribd.

DERRIDA, J. & ROUDINESCO, Elisabeth. De que amanhã: diálogo. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004.

FOUCAULT, Michel. História da Sexualidade I: a vontade de saber. Rio de Janeiro: Graal, 1993.

HARVEY, David. Condição pós-moderna. Tradução: Adail Ubirajara Sobral e Maria Stela Gonçalves. São Paulo: Loyola, 2004.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Trad. Tomás Tadeu da Silva e Guaracira Lopes Louro. 4. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.

_______. Quem precisa de identidade? In: SILVA, Tomaz Tadeu da. (org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

LOURO, Guacira Lopes (org.) O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2001.

_______. Um corpo estranho: ensaios sobre sexualidade e teoria queer. Belo Horizonte: Autêntica, 2004.

MAFFESOLI, Michel. A transfiguração do político: a tribalização do mundo. Porto Alegre: Sulina, 1997.

_______. Notas sobre a pós-modernidade: o lugar faz o elo. Tradução de Vera

Ribeiro. Rio de Janeiro: Atlântica, 2004.

MARZANO Michela. Dicionário do Corpo. Tradução de Lucia Pereira de Souza. São Paulo: Loyola, 2012.

NASCIMENTO, Evandro. Jaques Derrida: Pensar a Desconstrução. São Paulo: Estação Liberdade, 2005.

PINTO, Joana Plaza. Performatividade. In: Revista Cult. Edição 193, publicado em agosto de 2014, por redação Cult, nas categorias: 193 Dossiê Teoria Quer, CULT, Edições, O corpo de uma teoria, artigo disponível em http://www.scielo.br/pdf/cpa/n33/05.pdf em 25 de maio de 2014 as 14:45 p.m.

PRELUCIO, Larissa, Subalterno quem, cara pálida? Apontamentos às margens sobre pós-colonialismos, feminismos e estudos queer. UNESP, 2012. Artigo disponível em http://www.pucminas.br/gpfem/documentos/genero-estudos-poscoloniais.pdf. 16/03/2013 as 12:45, p.m.

SARTRE, Jean Paul. Saint Genet: ator e mártir. Petrópolis: Vozes, 2002.

SILVA, Tomaz Tadeu, A produção social da identidade e da diferença. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (org.) Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009,

SOUZA, Aguinaldo Moreira de. O corpo ator. Londrina: Eduel, 2013.

_______. A presença da corporalidade nos discursos literário e coreográfico. Tese de Doutorado – Universidade Estadual Paulista, Faculdades de Ciências e Letras de Assis, Assis: 2003.




DOI: http://dx.doi.org/10.19123/eixo.v5i1.318