DESAFIOS COLOCADOS PELA AVALIAÇÃO DE UM PROJETO DE MEDIAÇÃO ESCOLAR

Elisabete Pinto da Costa, Juan Carlos Torrego, Alcina Manuela de Oliveira Martins, Margarida Carrington

Resumo


As vantagens e os constrangimentos que se colocam à mediação de conflitos são apontados em várias pesquisas. Este artigo tem por finalidade divulgar a avaliação de um projeto de mediação concretizado numa escola portuguesa. Tendo por base o modelo CIPP, focalizado na tomada de decisão, procedeu-se à avaliação das principais dimensões do projeto. Neste estudo foi aplicada uma análise qualitativa, através do Software WebQDA. Apesar de a avaliação, nas dimensões selecionadas, ser positiva, são evidentes alguns constrangimentos culturais e outros que resultam da implementação do projeto num contexto escolar específico. A avaliação efetuada foi decisiva para a reformulação da estratégia adotada e a sua otimização na comunidade educativa.

Texto completo:

PDF

Referências


AMADO, J.; VIEIRA, C. Mediação de conflitos em contexto escolar: pressupostos e desafios. In: VIEIRA, R., MARQUES, J., SILVA, P. VIEIRA, A. MARGARIDO, C. (Org.) Pedagogias de mediação intercultural e intervenção social. Porto: Afrontamento, 2016. p. 87-103.

ARRIBAS, J.; TORREGO, J. El modelo integrado. Fundamentos, estructuras y su despliegue en la vida de los centros. In: TORREGO, J. (Coord.). Modelo integrado de mejora de la convivencia. Estrategias de mediación y tratamiento de conflictos. Barcelona: Graó, 2006. p. 27-66.

BONAFE-SCHMITT, J. P. La médiation scolaire par les élèves. Issy-les-Moulineaux: ESF, 2000. 211 p.

______. Mediação, conciliação, arbitragem: técnicas ou um novo modelo de regulação social. In: Silva, A.; Moreira, M. (Orgs.). Formação e Mediação Socioeducativa. Perspetivas teóricas e práticas. Porto: Areal, 2009. p. 15-40.

COSTA, E. P.; SEIJO, T. MARTINS, A.; CARRINGTON, M. Avaliação de um Projeto de Mediação de Conflitos em Contexto Escolar. In: 5º CONGRESSO IBERO-AMERICANO EM INVESTIGAÇÃO QUALITATIVA, 1, 2016, Porto. Atas CIAIQ2016, Porto: CIAIQ2016, 2016. p. 525-533.

FAGET, J. Médiations. Les ateliers silencieux de la démocratie. Toulouse: Érès, 2010, 300 p.

GALEGO, C.; GOMES, A. Emancipação, ruptura e inovação: o “focus group” como instrumento de investigação. Revista Lusófona de Educação, Lisboa, n. 5, p. 173-184, 2005.

IBARROLA-GARCÍA, S.; IRIARTE, C. La convivencia escolar en positivo. Medicion y resolución de conflictos. Madrid: Pirámide, 2012, 243 p.

JARES, X. Educação e conflito. Guia de educação para a convivência. Porto: Asa, 2002. 255 p.

KMITTA, D. Pasado y futuro de la evaluación de los programas de resolución de conflictos escolares. In: Brandoni. F. (Org.). Mediación Escolar: propuestas, reflexiones y experiencias. Buenos Aires: Paidós, 1999. p. 275-300.

MUNNE, M.; MAC-CRAGH, P. Los 10 principios de la cultura de mediación. Desarrollo personal del profesorado. Barcelona: Graó, 2006. 147 p.

ORTEGA, R.; DEL REY, R. Construir la convivencia. Barcelona: Edebé, 2004. 242 p.

PÉREZ, G.; DEL POZO, M. Educar para a não violência. Perspetivas e estratégias de intervenção. Mem Martins: K. Editora, 2007. 176 p.

PINTO DA COSTA, E.; ALMEIDA, L.; MELO, M. A mediação para a convivência entre pares: contributos da formação em alunos do ensino básico. In: SILVA, B.; ALMEIDA, A.; BARCA; A.; PERALBO, M. (Coord.). Atas do X Congresso Internacional Galego-Português. Braga: Universidade do Minho, 2009. p. 165-178.

PINTO DA COSTA, E.; TORREGO, J. MARTINS, A. O projeto de mediação de conflitos como dispositivo de melhoria. In: I Seminário Internacional de Educação, Território e Desenvolvimento Humano, Porto: Universidade Católica do Porto, 2015. p. 344-345.

SOUQUET, M. La médiation au milieu scolarie. In: BONAFE-SCHMITT, J. P. DAHAN, J.; SALZER, J.; SOUQUET, M.; VOUCHE, J. P. Les médiations, la médiation. Ramonville SaintAgne: Editions Erès, 1999. p. 219-300.

SUFFLEBEAM, D.; SINKFIELD, A. Evaluacion sistemática. Guía teórica e prática. Barcelona: Paidós-MEC, 1987. 381 p.

TORREGO, J. (Coord.). Modelo integrado de mejora de la convivencia. Estrategias de mediación y tratamiento de conflictos. Barcelona: Graó, 2006. 263 p.

______. Mediación y resolución de conflictos en Instituciones Educativas. Santiago de Chile: Fundación Creando Futuro, 2008. 180 p.

TORREMORELL, C. Guía de mediación Escolar. Barcelona: Octaedro, 2002. 287 p.

______. Cultura de Mediação e mudança social. Porto: Porto Editora, 2008. 94 p.

VIÑAS, J. Conflicto en los centros Escolares. Cultura organizativa y mediación para la convivencia. Barcelona: Graó, 2004. 149 p.




DOI: http://dx.doi.org/10.19123/eixo.v5i3.394