FOGUETES DE GARRAFAS PET: UMA PROPOSTA DE TRABALHO COM INTERFACE NA EDUCAÇÃO CTS

Paulo Vitor Teodoro de Souza, Nicéa Quintino Amauro

Resumo


O presente trabalho objetiva apresentar resultados de uma intervenção pedagógica em uma escola pública federal, na cidade de Catalão-GO, que utiliza a construção e o lançamento de foguetes como possibilidade para a realização de uma proposta didática que tem como interface a Educação CTS (Ciência, Tecnologia e Sociedade). O artigo mostra que a educação CTS pode ser aliada ao ensino de conteúdos das disciplinas de química, física, matemática e arte, de forma contextualizada e interdisciplinar, com base nos preceitos da Ciência, da Tecnologia e da Sociedade. Na intervenção, o educando pôde observar e manipular o objeto de estudo, permitindo o entendimento de conceitos científicos e não apenas imaginá-los. As atividades foram realizadas em grupos durante todo o desenvolvimento da proposta e foi possível perceber que a utilização dos foguetes, como estratégia didática para alcançar a Educação CTS, corrobora para o trabalho em equipe, insere os estudantes em momentos de tomada de decisão e oferece, ainda, elementos para superar aulas predominantemente tradicionais.

Texto completo:

PDF

Referências


AIKENHEAD, G. S. What is STS science teaching? In: SOLOMON, J., AIKENHEAD, G. STS education: international perspectives on reform. New York: Teachers College Press, 1994. p. 47-59.

AUSUBEL, D. P., NOVAK, J. D.; HANESIAN, H. Psicologia educacional. Trad. Eva Nick et al. Rio de Janeiro: Interamericana, 1980. 626 p.

AVELAR, A. C. A motivação do aluno no contexto escolar. Anuário de produções acadêmico-científicas dos discentes da faculdade Araguaia, v. 3, p. 71-90, 2015.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão. Conselho Nacional da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica/Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Currículos e Educação Integral. Brasília, DF: MEC, SEB, DICEI, 2013.

FURLAN, P. G.; CAMPO, G. W. S. Pesquisa-apoio: pesquisa participante e o método Paideia de apoio institucional. Revista Interface – comunicação, saúde e educação, v. 18, Suplemento 1, p. 885-

-894, 2014.

POMBO, O. Interdisciplinaridade e integração dos saberes. Liinc em Revista, [online], v. 1, n. 1, março 2005. Disponível em: . Acesso em: 12 set. 2016.

SANTOS, W. L. P. Educação científica na perspectiva de letramento como prática social: funções, princípios e desafios. Revista Brasileira de Educação, v. 36, p. 474-550, 2007.

______. Significados da educação científica com enfoque CTS. In: SANTOS, W. P.; AULER, D. CTS e educação científica: desafios, tendências e resultados de pesquisa (Orgs.). Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2011. p. 21-48.

SANTOS, W. L. P.; MORTIMER, E. F. Uma análise

de pressupostos teóricos da abordagem CTS (Ciência – Tecnologia – Sociedade) no contexto da educação brasileira. ENSAIO – Pesquisa em Educação em Ciências, v. 1, n. 2, p. 110-132, 2002.

SCHNETZLER, R. P. A pesquisa em ensino de química no Brasil: conquistas e perspectivas. Química Nova, v. 25, suplemento 1, p. 14-24, 2002.

SOUZA, J. A. Um foguete de garrafas PET. Física Nova na Escola, v. 8, n. 2, p. 4-11, 2007.

SOUZA, P. V. T.; AMAURO, N. Q. A Construção de Foguetes como Estratégia Didática no Ensino de Ciências. In: V CONGRESSO IBERO-AMERICANO EM INVESTIGAÇÃO QUALITATIVA/1ST INTERNATIONAL SYMPOSIUM ON QUALITATIVE RESEARCH, 1, 2016, Porto/Portugal. Anais... Porto: Universidade Lusófona do Porto, 2016. p. 940-947.

SOUZA, P. V. T. Trajetória da construção de um projeto interdisciplinar na escola: em foco a educação ambiental. Dissertação de Mestrado – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2014.




DOI: http://dx.doi.org/10.19123/eixo.v5i3.397