A RELAÇÃO ENTRE COOPERADO E COOPERATIVA: UM ESTUDO DE CASO DA COOPERATIVA REDE TERRA

DAVID FREDERIK DA SILVA CAVALCANTE, RENATO MENDES GOMES, ÊRIKA BARRETO FERNANDES CRUVINEL, KEVER BRUNO PARADELO GOMES, RAFAEL LAVRADOR SANT'ANA, MICHELLE SILVA DE OLIVEIRA

Resumo


Mudanças nos padrões produtivos e dos mercados têm levado os agricultores familiares a buscarem alternativas capazes de reduzir riscos às suas atividades. Não obstantes às críticas, haja vista seu papel na integração dos produtores rurais à lógica de mercado hegemônica, o cooperativismo tem sido apontado como estratégia factível, mesmo por aqueles que se colocam de forma crítica aos padrões convencionais de produção e comercialização. A partir do entendimento que a questão mais relevante está na forma como o cooperativismo é construído, este trabalho, estudo de caso, procurou compreender quais são os elementos relevantes à relação entre cooperado e cooperativa. Os resultados apontam para a necessidade de a Cooperativa se voltar para aspectos de ordem social e política de forma a atuar para além do aspecto mercadológico.


Palavras-chave


cooperativismo, agricultura familiar, cooperado.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, F. J. B. de; CIRINO, C. S. Expectativas e crenças dos usuários sobre as cooperativas agrárias. Revista Psicologia, v. 1, n. 2, p. 73-96, 2001.

ALTIERE, M. Agroecologia: bases científicas para uma agricultura sustentável. 3ª Ed. São Paulo, Rio de Janeiro: Expressão Popular, AS-PTA, 2012.

AZEVEDO, P. F. Emergência de Instituições de Mercado: a criação de mercados como políticas para a agricultura. In: Construção de mercados e agricultura familiar: desafios para o desenvolvimento, MARQUES, Flávia Charão.

CONTERATO, M. A.; SCHNEIDER, S. (org.). Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2016.

BERNSTEIN, H. A Dinâmica de Classe do Desenvolvimento Agrário na Era da Globalização. Sociologias, Porto Alegre, n. 27, p. 52-81, ano 13, ago 2011.

BIALOSKORSKI NETO, S. Aspectos Econômicos das Cooperativas. Belo Horizonte: Mandamentos, 2006. DUARTE, 2006, 1997.

BRASIL. Lei Complementar nº 94, de 19 de fevereiro de 1998. Autoriza o Poder Executivo a criar a Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno - RIDE e instituir o Programa Especial de Desenvolvimento do Entorno do Distrito Federal, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 16 mai. 2013. Disponível em: . Acesso em: 15 jun. 2017.

_______. Lei nº 11.326, de 24 de julho de 2006.

Estabelece as diretrizes para a formulação da Política Nacional da Agricultura Familiar e Empreendimentos Familiares Rurais. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 25 jul. 2006. Disponível em: . Acesso em: 15 jun. 2017.

_______. Instituo Nacional de Colonização e Reforma Agrária. Incra nos Estados - Informações gerais sobre os assentamentos da Reforma Agrária. Superintendência (SR – 04 – Goiás). Brasília-DF, 2017a. Disponível em: http://painel.incra.gov.br/sistemas/index.php.>. Acesso em: 15 jun. 2017.

_______. Ministério do Desenvolvimento Agrário. Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Brasília, DF, 2017b. Disponível em: . Acesso em: 15 jun. 2017.

_______. Ministério do Desenvolvimento Agrário. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Brasília, DF, 2017c. Disponível em: . Acesso em: 15 jun. 2017.

DUARTE, L. M. G. Desafios do Cooperativismo Agrícola no Brasil Contemporâneo: Autogestão e Eficiência Empresarial. Tese de doutorado, Brasília,1989.

CARNEIRO, M. J. Política pública e agricultura familiar: uma leitura do Pronaf. Estudos sociedade e agricultura, Rio de Janeiro, n. 8, abril-setembro, 1997.

CRISTALINA (Município). Prefeitura Municipal de Cristalina. Sobre o Município: economia. Cristalina-GO, 2017. Disponível em: . Acesso em: 15 jun. 2017.

FAVARETO, A. A abordagem territorial do desenvolvimento rural-mudança institucional ou "inovação por adição"?. Estudos Avançados, São Paulo, v. 24, n. 68, p. 299-319, 2010.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5 ed. São Paulo: Atlas, 2010.

HOFFMANN, R. A agricultura familiar produz 70% dos alimentos consumidos no

LEITE, S.; Di SABATTO, A. Políticas públicas e Agricultura Familiar. 2a ed. Porto Alegre: UFRGS, (Org.) 2009.

MARTINS, G. A.; THEÓPHILO, C. R. Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. 3ª ed. – São Paulo: Atlas, 2016.

MILONE, P.; VENTURA, F. A mão visível na construção de novos mercados para economias rurais. In: Construção de mercados e agricultura familiar: desafios para o desenvolvimento, MARQUES, Flávia Charão; CONTERATO, Marcelo Antônio; SCHNEIDER, Sérgio (org.). Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2016.

OLIVEIRA, D.; GAZOLLA, M.; CARVALHO, C. X.; SCHNEIDER, S. A produção de novidades: como os agricultores fazem ara fazer diferença? In: Os atores do desenvolvimento rural: perspectiva teóricas e práticas sociais. SCHNEIDER, Sérgio; GAZOLLA, Márcio (org.). Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2011.

SUZUKI, J. C.; ONOFRE, G. R. Embates e Debates Sobre o Cooperativismo Rural. In: IV EPCT, ENCONTRO DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA TECNOLÓGICA, - Campo Mourão - PR. Anais eletrônicos... Fecilcam, 2009. Disponível em: . Acesso em: 05 ago. 2017.

PLOEG, J. D. V. D. Trajetória do Desenvolvimento Rural: pesquisa comparativa internacional. In.: Sociologias, n. 27, ano 13, p. 114-140 , ago 2011.

PINHO, D. B. A Atividade Econômica Cooperativa. São Paulo: USP, 1976.

RIOS, G. S. L. Cooperação e tipos de cooperativismo no Brasil. 1º Encontro da Rede de Estudos Rurais, 2006. Disponível em: . Acesso em: 02 set. 2017.

SAMBUICHI, R. H. R.; GALINDO, E. P.; OLIVEIRA, M. A. C.; PEREIRA, R. M. A diversificação produtiva como forma de viabilizar o desenvolvimento sustentável da agricultura familiar no Brasil. In: MONASTERIO, L. M.; NERI, M. C.; SOARES, S. S. D. (Edit). Brasil em desenvolvimento 2014: Estado, planejamento e políticas públicas. Brasília: IPEA, 2014, p. 61-84. (volume 2).

SCHNEIDER, S. A presença e as potencialidades da Agricultura Familiar na América Latina e no Caribe. Redes, v. 21, n. 3, p. 11-33, 2016.

SCOPINHO, R. Sobre cooperação e cooperativas em assentamentos rurais. Psicologia & Sociedade, v. 19, n. especial, p. 84-94, 2007.

SILVA PIRES, M. L. L. Cooperativismo e desenvolvimento local. In: Assistência Técnica e Extensão Rural: Construindo o Conhecimento Agroecológico, TAVARES, José Roberto; RAMOS, Ladjane (org). Manaus: GTZ.CDU, 2006.

STAHL, R. L.; SCHNEIDER, J. O. As interfaces entre cooperativismo e economia solidária. Ciências Sociais Unisinos, v. 49, n. 2, p. 197-206, 2013.

UNICAFES. União das Cooperativas de Agricultura Familiar e Economia Solidária. História da Unicafes. Francisco Beltrão, Paraná, 2017. Disponível em: Acesso em: 15 jun. 2017.

WANDERLEY, M. N. B. O mundo rural como um espaço de vida: reflexões sobre a propriedade da terra, agricultura familiar e ruralidade. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009.

___________. Agricultura familiar e campesinato: rupturas e continuidade. Estudos sociedade e agricultura. Rio de Janeiro, n. 21, p. 42-61, 2003.




DOI: http://dx.doi.org/10.19123/eixo.v8i3.493