CONTRIBUIÇÕES PARA UMA EDUCAÇÃO ANTIRRACISTA – APRESENTAÇÃO

Larissa Ferreira

Resumo


Esta edição especial da Revista Eixo configura-se como uma ação da Coordenação de Cultura, Sustentabilidade, Gênero, Raça e Estudos Afro-Brasileiros (IFB/CBRA) a fim de gerar espaços de reflexão e debate sobre os saberes negros. E ao promover a reflexão sobre estas afroepistemologias, não raramente esbarramos com o racismo no contexto educacional. Diante da lei n. 10.639/2003 e a necessidade de promover a educação e a diversidade étnico-racial, espera-se que as reflexões presentes nesta revista colaborem para a prática de uma educação antirracista. Sobretudo diante do racismo epistêmico que é afirmado diariamente, nos brancos cadernos e livros da educação nacional que ainda se constituem com base no sujeito universal inexistente. No país cuja população é majoritariamente indígena e negra, forjam-se perigosas identidas brancas que insistem em desqualificar os grupos já citados, chamam-(n) os de minorias e rejeitam os saberes ancestrais. 


Texto completo:

PDF

Referências


FANON, Franz. Pele negra: máscaras brancas.Salvador: EDUFBA, 2008.

MANSA, Mestre Cobra. Encontro de Capoeira do Distrito Federal. Anotações pessoais. Brasilia, 2017.

SODRÉ, Muniz. Claros e Escuros: identidade, povo e mídia no Brasil. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 1999.




DOI: http://dx.doi.org/10.19123/eixo.v6i2.509