Arquivar e protocolar no curso de Assistente Administrativo: reflexões sobre a prática administrativa – educando por competências

  • Layana Kelly Pereira de Holanda Universidade Federal do Piauí - UFPI

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo apresentar a aplicação da situação de aprendizagem: simulação de arquivos com documentos físicos e digitais referente à unidade curricular: elaborar, organizar e controlar documentos da organização por meio da utilização da metodologia do desenvolvimento de competências, realizada no curso de Assistente Administrativo do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial em Teresina. A situação de aprendizagem desenvolveu-se em três laboratórios e teve como principal objetivo observar como os alunos simulam técnicas de arquivamento e protocolo em uma atividade prática. A turma é composta por 12 alunos e, ao final de cada laboratório, eles respondem a indicadores de desempenho, que tem como finalidade analisar quais passos metodológicos é preciso melhorar e quais são os avanços obtidos na prática simulativa. O estudo aqui delineado concentra-se em autores da área da Educação Profissional, teoria do construtivismo e regimentos legais, com base nos parâmetros da Educação Brasileira. Para a base teórica, o estudo tem como apoio Perrenoud (1999), Galvão (2005), Gregorio (2012), Bomfim (2012), Küller e Rodrigo (2012; 2013) e documentos de base jurídica, como a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/1996) e pareceres jurídicos voltados para a Educação Profissionalizante no Brasil. Com base na realização dos três laboratórios, verifica-se que a segurança que os alunos têm e comprovam nas respostas se dá em decorrência da atividade ter sido bem delineada e a situação de aprendizagem proposta estar dentro da realidade deles.

Biografia do Autor

Layana Kelly Pereira de Holanda, Universidade Federal do Piauí - UFPI
Professora do Instituto Federal do Piauí - IFPI, campus Parnaíba - PI e do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC  (Teresina- PI)

Referências

REFERÊNCIAS

ALVES, S. C. S. A educação profissionalizante durante o estado ditatorial. 2010. Disponível em: < http://connepi.ifal.edu.br/ocs/index.php/connepi/CONNEPI2010/paper/view/1368/598>. Acesso em: 05 de jul. 2016.

BOMFIM, R. A. Revista Organização Sistêmica, vol.1, nº 1, Jan – Jun, 2012.

BRASIL. Constituição Federal (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Disponível em: < www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm>. Acesso em: 10 de set 2016.

BRASIL. DECRETO nº 61.843, de 5 de Dezembro de 1967 (Aprova o Regulamento do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC) e dá outras providências). Disponível em: . Acesso em: 08 de jul. 2016

BRASIL. DECRETO-LEI nº 8.622, de 10 de Janeiro de 1946. (Dispõe sobre a aprendizagem dos comerciários, estabelece e deveres dos empregadores e dos trabalhadores menores relativamente a essa aprendizagem e dá outras providências). Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/1937-1946/Del8622.htm>. Acesso em: 10 de jul. 2016.

BRASIL. Lei nº 12.513, de 26 de Outubro de 2011 (Institui o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Disponível em:<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/lei/l12513.htm>. Acesso em: 05 de jul. 2016.

BRASIL. Parecer CNE nº 16/99 – CEB (Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional de Nível Técnico). Disponível em: <http://www.educacao.pr.gov.br/arquivos/File/pareceres/parecer161999.pdf>. Acesso em: 05 de jul. 2016.

BRASIL. LDB nº 9394/1996 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional). Disponível em: . Acesso em: 05 de jul. 2016.

BRASIL. Senado Federal. Disponível em: http://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2015/02/23/colaboracao-do-senac-para-profissionalizacao-dos-brasileiros-e-lembrada-em-homenagem. Acesso em: 08 de jan de 2017.

GALVÃO, D. et all. Metamorfose da educação profissional no Brasil: reflexões sobre a práxis pedagógica frente aos desafios da sociedade contemporânea. Práxis Educacional Vitória da Conquista, nº 1, p. 111-134, 2005. Disponível em:< http://periodicos.uesb.br/index.php/praxis/article/view/403/433>. Acesso em: 10 de jul. 2016.

GREGORIO, M. P. de F.; PEREIRA, P. da S.; Construtivismo e aprendizagem: uma reflexão sobre o trabalho docente. Educação, Batatais, v. 2, n. 1, p. 51-66, junho, 2012. Disponível em: < https://claretianobt.com.br/download?caminho=/upload/cms/revista/sumarios/241.pdf>. Acesso em: 05 de jul. 2016.

KÜLLER, J. A.; RODRIGO, N. de F. Metodologia de Desenvolvimento de Competências. São Paulo: Senac, 2013.

___________. Uma metodologia de desenvolvimento de competências. B. Téc. Senac. a. R. Educ. prof., Rio de Janeiro, vol. 38, nº 1, jan/abr., 2012.

PERRENOUD, P. Construir as competências desde a escola. Artmed Editora, 1999.

SENAC-PI, Site do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial. Disponível em: http://www.pi.senac.br/p/historico. Acesso em: 21 de novembro de 2016.

Publicado
2020-04-22
Seção
ARTIGOS