Dossiê Educação Estética - Apresentação

  • Marcos Ramon Gomes Ferreira Instituto Federal de Brasília - IFB

Resumo

Esse conjunto de artigos se refere a reflexões sobre a estética em sua interface com a educação, a filosofia e a cultura.

Biografia do Autor

Marcos Ramon Gomes Ferreira, Instituto Federal de Brasília - IFB
Doutor em Comunicação. Professor de Filosofia do Instituto Federal de Brasília. Pesquisador nas áreas de Filosofia da Arte, Comunicação e Cibercultura.

Referências

Como se trata de um dossiê com seis artigos diferentes, não colocaremos todas as referências, mas apenas algumas:

ADORNO, Theodor W. Prismas: crítica cultural e sociedade. São Paulo: Ática, 2001.

EDNARDO. Como é difícil não ter dezoito anos. In: EDNARDO. O Azul e o Encarnado. BMG Brasil, 1977 (Lp).

GALEANO, Eduardo. De pernas pro ar - a escola do mundo ao avesso. Porto Alegre: L&PM, 1999.

KUHN, Thomas. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva, 1998.

LEMOS, André; LÉVY, Pierre. O futuro da internet: em direção a uma ciberdemocracia. São Paulo: Paulus, 2010.

DAMÁSIO, António. Em busca de Espinosa: prazer e dor na ciência dos sentimentos. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

GONÇALVES, Augusto Charan Alves Barbosa. Educação Musical na Perspectiva Histórico-Cultural de Vigotski: A Unidade Educação-Música. 2017. 277 f. Tese (Doutorado em Educação). Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Educação da Universidade de Brasília, Brasília, 2017.

PRESTES, Z. Quando não é quase a mesma coisa: traduções de Lev Semionovitch Vigotski no Brasil. Campinas, SP: Autores Associados, 2012.

SACKS, Oliver. Musicophilia: Tales of Music and the Brain. New York and Toronto: A. Knopf, Inc., 2007.

SMOLKA, A; PRESTES, Z. Vigotski: arte e vida. In: VIGOTSKI, L. S. Imaginação e criação na infância: ensaio psicológico. São Paulo, Ática, 2009.

ATLVATER, Elmar. Existe um marxismo ecológico? In: BORON, Atilio A.; AMADEO, Javier; GONZÁLEZ, Sabrina (Org.). A teoria marxista hoje: problemas e perpectivas. Buenos Aires: Consejo Latinoamericano de Ciências Sociales, CLACSO, 2006.

ARENDT, Hannah. Entre o passado e o futuro. São Paulo: Perspectiva, 2000. ARISTÓTELES. Poética. Trad. Eudoro de Souza. Lisboa: Imprensa Nacional/Casa da Moeda, 1992.

FROIS, Israel David de Oliveira. O entorno da Vale S.A. na perspectiva do direito à cidade: da miopia verde à catarse do pó preto. Dissertação (Mestrado em ensino de Humanidades) - Instituto Federal do Espírito Santo, Vitória, 2017.

SCHAFER, Raymond Murray. O ouvido pensante. 2. ed. São Paulo: Ed. Unesp, 2011.

WINISK, José Miguel. O som e o sentido: Uma outra história das músicas. 2ª ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

RUI, Laura Rita e STEFFANI, Maria Helena. Física: Som e audição humana. XVII Simpósio Nacional de Ensino de Física, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Disponível em: <http://www.cienciamao.usp.br/dados/snef/_fisicasomeaudicaohumanal.trabalho.pdf > Acesso em: 03 abr. 2017.

VIGOTSKI, Liev Semionovich. Psicologia pedagógica. Editora ARTMED, Porto Alegre, RS, 2001.

CARUSO, Marcelo. Introducción Histórica. Em: VIGOTSKI, Lev Semionovich _________________________. Pensamiento y habla. Buenos Aires, Colihue, 2007.

GONÇALVES, Augusto Charan Aves Barbosa. Educação musical na perspectiva histórico-cultural de Vigotski: a unidade educação-música. Tese de Doutorado. PPGE UnB. Brasília, 2017. 282 pp. Acesso em 29/04/2018. Disponível em: <http://repositorio.unb.br/handle/10482/31392>

MARTINEZ, Andréia Pereira de Araújo e PEDERIVA, Patrícia Lima Martins. Um breve olhar para o passado: contribuições para pensar o futuro da educação musical. Em: Revista da Associação Brasileira de Educação Musical- ABEM- v. 21, n. 31 (2013) Acesso em 29/04/2018. Disponível em

http://www.abemeducacaomusical.com.br/revistas/revistaABEM/index.php/revistaabem/article/view/6

MARTINEZ, Andréia Pereira de Araújo. Infâncias musicais: o desenvolvimento da musicalidade dos bebês. Tese de Doutorado, PPGE UnB. Brasília, 2017. 307 pp. Acesso em 06/05/2018. http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/31631/1/2017_Andr%C3%A9iaPereiradeAra%C3%BAjo.pdf

PEDERIVA, Patrícia Lima Martins. A atividade musical e a consciência da particularidade. Tese de Doutorado. PPGE UNB. Brasília, 2009. 207 pp. Acesso em 29/04/2018. Disponível em:

http://www.repositorio.unb.br/bitstream/10482/4430/1/2009_PatriciaLimaMartinsPederiva.pdf

PRESTES, Zoia. Quando não é quase a mesma coisa: traduções de Lev Semionovich Vigotski no Brasil. Campinas, Autores Associados, 2012.

AGUIRRE, I. (coord.) + q knsmidrs d imgns: Mapeando evaluando la investigación sobre jóvenes productores de cultura visual. mor thN img cnsmrs: Mapping and Evaluating Research on Young People as Visual Culture Producers. Pamplona: Pamiela-Edarte (UPNA), 2015.

BRASIL. Parecer 16/99 das Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Profissional de Nível Técnico. Brasília, DF: MEC/CNE/CBE, 1999. Disponível em URL: http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf_legislacao/tecnico/legisla_tecnico_parecer1699.pdf. Acesso em 02 abr 2015.

_____. Lei nº 11892, de 29/12/2008. Disponível em <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11892.htm> Acesso em 28 nov 2016.

CAMPOS, J. “Método de análise de conteúdo: ferramenta para análise de dados qualitativos no campo da saúde”. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília (DF), set/out; 57 (5): 611-4. 2004. Disponível em URL: http://www.scielo.br/pdf/reben/v57n5/a19v57n5.pdf> Acesso em 22 jan 2017.

CAREGNATO, Rita C. A. e MUTTI, Regina. “Pesquisa Qualitativa: análise de discurso versus análise de conteúdo”. Revista Texto Contexto Enfermagem. Florianópolis, 2006 Out-Dez; 15(4): 679-84. Disponível em http://ww.scielo.br/pdf/tce/v15n4/v15n4a17.pdf. Acesso em 20 nov 2016.

CIAVATTA, M. Emancipação: a historicidade do conceito e a polêmica no processo real da existência humana. Trabalho Necessário. ISSN: 1808 - 799X, ano 12, nº 18, 2014, p. 74-97. Disponível em URL: http://www.uff.br/trabalhonecessario/images/TN18_-_artigo_do_dossie_-_Maria_Ciavatta.pdf. Acesso em 02 abr 2015.

Publicado
2019-12-17
Seção
DOSSIÊ 1