EXAMES DEFINITIVOS DE DROGAS PELA POLÍCIA TÉCNICO-CIENTÍFICA DO ESTADO DE GOIÁS (BRASIL): IMPACTOS E REPERCUSSÕES NOS STAKEHOLDERS

CÉSAR AUGUSTUS ADORNO FERREIRA LIMA, SERIGNE ABABACAR CISSÉ BA, PAULO ALEXANDRE DE CASTRO

Resumo


Neste trabalho, o objetivo foi realizar um estudo da situação do atendimento dos exames definitivos de drogas no Instituto de Criminalística Leonardo Rodrigues da Polícia Técnico-Científica do Estado de Goiás, recebidos no primeiro semestre do ano de 2015. Por meio de um método qualitativo, foram planejadas e realizadas entrevistas semiestruturadas com quatro gestores, a partir das quais buscou-se avaliar a demanda e a importância por esses exames e o relacionamento com instituições que os necessitam (stakeholders). Tomando como base a Teoria dos Stakeholders, foi possível analisar esse cenário e classificar/diagnosticar os Stakeholders. Em 2015 havia problemas sérios na relação demanda versus produção de laudos periciais de exames definitivos de drogas. Essa situação estremeceu as relações interinstitucionais e desencadeou questionamentos por parte do Ministério Público e do Judiciário, os quais são importantes stakeholders da Polícia Técnico-Científica.


Texto completo:

PDF

Referências


LYRA, M. G.; GOMES, R. C.; JACOVINE, L. A. G. O Papel dos Stakeholders na Sustentabilidade da Empresa: Contribuições para Construção de um Modelo de Análise. RAC, Curitiba, v. 13, Edição Especial, art. 3, p. 39-52, jun. 2009.

MINAYO, M. C. S.; ASSIS, S. G.; OLIVEIRA, R. V. C. Impacto das atividades profissionais na saúde física e mental dos policiais civis e militares do Rio de Janeiro (RJ, Brasil). Ciência e Saúde Coletiva, 16(4), p. 2.199-2.209, 2011.

MITCHELL, R. K.; AGLE B. R.; WOOD, D. J. Toward a theory of stakeholder identification and salience: defining the principle of the who and what really counts. Academy of Management Review, 22(4), October, 1997.

MOZZATO, A. R.; GRZYBOVSKI, D. Análise de conteúdo como técnica de análise de dados qualitativos no campo da administração: potencial e desafios. Revista de Administração Contemporânea, 15(4), p. 731-747, 2011.

RIBEIRO, H. C. M. Teoria dos stakeholders: um estudo bibliométrico de sua produção acadêmica divulgada nos periódicos nacionais de 1999 a 2013. Contextus – Revista Contemporânea de Economia e Gestão, v. 14, n. 1, p. 163-192, 2016.

SANTOS, M. J.; KASSOUF, A. L. Uma investigação econômica da influência do mercado de drogas ilícitas sobre a criminalidade brasileira. Revista Economia, Brasília-DF, v. 8, n. 2, p. 187-210, 2007.

SCHRÖDER, L.; BANDEIRA-DE-MELLO, R. Relacionamento entre empresa e stakeholders: um estudo de caso no setor eletroeletrônico. Revista de Administração e Inovação, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 148-168, jan./mar. 2011.

SILVA, A. H.; FOSSÁ, M. I. T. Análise de conteúdo: exemplo de aplicação da técnica para análise de dados qualitativos. Qualitas Revista Eletrônica, v. 16, n. 1, p. 1-14, 2015.

SILVA, R. A.; JANSEN, K.; GODOY, R. V.; SOUZA, L. D. M.; HORTA, B. L.; PINHEIRO, R. T. Prevalence of weapons possession and associated factors and involvement in physical aggression among adolescents 15 to 18 years of age: a population-based study. (Prevalência e fatores associados a porte de arma e envolvimento em agressão física entre adolescentes de 15 a 18 anos: Estudo de base populacional). Caderno de Saúde Pública, v. 25, n. 12, p. 2.737-2.745, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.19123/eixo.v8i3.635