NARRAR-SE E CONSTITUIR-SE PROFESSORA: UMA EXPERIÊNCIA DE DOCÊNCIA NA EAD

GLEICE PAIXÃO, FABRÍCIA BORGES, LÍDIA RIOS

Resumo


Neste artigo, é apresentada a narrativa de uma professora sobre sua expectativa de experiência profissional na modalidade da Educação a Distância. Para produção de dados, utilizou-se a entrevista narrativa devido à compreensão de que, por meio da narrativa de história de vida, pode-se ter acesso à experiência do outro a partir de sua própria interpretação. A entrevista narrativa é aqui destacada como um instrumento importante para a pesquisa qualitativa, pois se ocupa do que é pessoal/subjetivo e, ao mesmo tempo, daquilo que é cultural/coletivo. Analisou-se a entrevista sob a perspectiva da análise temática, destacando-se os temas principais presentes na narrativa. Com a análise da entrevista, percebeu-se que a identidade da professora é construída precipuamente por suas relações presenciais e, por conseguinte, observa-se sua dificuldade em se identificar com a modalidade a distância. 


Texto completo:

PDF

Referências


GONZÁLEZ REY, F. O sujeito, a subjetividade e o outro na dialética complexa do desenvolvimento humano. In: SIMÃO L.; MARTÍNEZ A. (Orgs.). O outro no desenvolvimento humano: diálogos para a pesquisa e a prática profissional em psicologia. São Paulo, SP: Pioneira Thomson Learning. p. 1-27.

IZA, D.; BENITES L.; SANCHES NETO, L.; CYRINO, M.; ANANIAS, E.; ARNOSTI, R.; SOUZA NETO, S. Identidade docente: as várias faces da constituição do ser professor. Revista Eletrônica de Educação, 8(2), p. 273-292. doi: 10.14244/198271999978

JOVCHELOVITCH, S.; BAUER, M. Narrative interviewing [online]. London: LSE Research Online, 2010. doi: 10.1300/j021v28n01_06

LARROSA, J. Notas sobre a experiência e o saber de experiência [Tradução de João Wanderlei Geraldi]. Revista Brasileira de Educação, s/v(19), p. 20-28, jan./abr. 2002

MARTINS, B.; FERREIRA, V. Potencial das entrevistas narrativas no estudo de experiências traumáticas a partir das narrativas de mulheres vítimas de violência nas relações de intimidade. Trabalho apresentado no 5º Congresso Ibero-americano de Investigação Qualitativa. Porto: Portugal, 2016.

MUYLAERT, C.; SARUBBI Jr., V.; GALLO, P.; ROLIM NETO, M.; REIS, A. Entrevistas narrativas: um importante recurso em pesquisa qualitativa. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 48(Esp2), p. 193-199, 2014. doi: 10.1590/S0080-623420140000800027

PAIXÃO, G.; RIOS, L.; BORGES, F. Eu, professora de EAD? A entrevista narrativa de uma professora sobre sua experiência docente. Trabalho apresentado no 6º congresso Ibero-Americado em Investigación Cualitativa. 12 a 14 de Julio 2017. Salamanca, Espanha. Disponível em: .

ROSA, A. The reflective mind and reflexivity in psychology. In: MARISCO, G.; RUGGERI, R.; SALVATORE S. (eds.). Reflexivity and psychology. Charlotte: Information Age publishing

SENADO FEDERAL. Senado Federal. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº. 9394/96. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, DF: Senado Federal.

SILVA, D.; TRENTINI, M. Narrativas como técnica de pesquisa em enfermagem. Revista Latino-americana de enfermagem, 10(3), p. 423-32, maio/jun. 2002. doi:10.1590/S0104-11692002000300017

SMOLKA, A. (2006, maio/agosto). Experiência e discurso como lugares de memória: a escola e a produção de lugares comuns. Pró-posições, 17(2), p. 99-118, maio/ago. 2006. Disponível em .

VYGÓTSKI, L. Pensamiento y lenguaje. Obras escogidas. Tomo II. Madrid: Machado libros, 2014.

VOLÓCHINOV, V. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. São Paulo, SP: Editora 34, 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.19123/eixo.v8i3.637