Ensino de biologia da invasão, competição e controle biológico usando moluscos vivos

  • Rafael da Silva Faria Instituto Federal de Brasília (Campus Planaltina)
  • Bruno Oliveira Tardin Instituto Federal de Brasília (Campus Recanto das Emas)
  • Francisco Roque Instituto Federal de Brasília (Campus Planaltina)

Resumo

Ensinar Biologia tem como desafio permitir aos alunos interagir com o assunto abordado. Assim, o “caramujo africano” é uma excelente ferramenta didática, porque é fácil a observação de suas diferentes características, o que possibilita a exploração e a contextualização de diversos conceitos. Esta pesquisa foi realizada em setembro de 2017, com 20 estudantes do Instituto Federal de Brasília (Campus Planaltina). Foi elaborada uma aula prática sobre biologia da invasão, competição e controle biológico, e um questionário padronizado para medir e comparar os conhecimentos prévios e adquiridos. Houve um aumento significativo dos rendimentos dos alunos sobre os conceitos focais. Esses resultados, portanto, corroboram a hipótese de que aulas práticas melhoram o aprendizado discente.

Biografia do Autor

Francisco Roque, Instituto Federal de Brasília (Campus Planaltina)
É formado em ciências biológicas (bacharelado/licenciatura) pela Universidade de Brasília, onde fez mestrado em ecologia e doutorado em Biologia Animal. Atualmente é professor de Educação Básica, Técnica e Tecnológica (nível DI­2) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia deBrasília (campus Planaltina).
Publicado
2020-10-26
Seção
ARTIGOS