Psicoeducação na Terapia Cognitivo Comportamental: um caso de depressão com histórico de violência

  • Paola da Silva Moreli
  • Tatiana de Abreu Braga
  • Mariana Fortunata Donadon USP

Resumo

A Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) está entre as abordagens que demonstram maior efetividade no tratamento de diversas psicopatologias, tais como o Transtorno Depressivo Maior (TDM). Por ter uma importante base psicoeducacional, a TCC oferece aos pacientes o benefício de aprender a identificar padrões cognitivos e comportamentais, permitindo mudanças gradativas e duradouras, tornando-os mais autônomos e melhorando a qualidade de vida. Estudos mostram que há uma importante relação entre indivíduos que foram vítimas de maus tratos na infância e que desenvolveram TDM com maiores comprometimentos ao funcionamento se comparados com pessoas não vitimadas. Desta forma, o presente estudo de caso teve como objetivo identificar possíveis efeitos das violências ocorridas na infância no quadro de depressão e a efetividade da psicoeducação para melhora e flexibilização das crenças da paciente, por meio de um estudo de caso. Como resultados, observou-se que a paciente de 57 anos, viúva e aposentada iniciou o processo terapêutico com as queixas de desesperança e depressão. Utilizando-se de sessões de psicoeducação sobre o processo de identificação e questionamento de pensamentos disfuncionais, intervenção nos ciclos de manutenção, e acerca das possíveis consequências das violências sofridas durante a infância no funcionamento dos indivíduos, a paciente foi capaz de identificar e flexibilizar crenças pessimistas em relação ao comportamento das pessoas e de um esquema mental de desamor. Desta forma, foi possível modificar padrões cognitivos e de comportamento que afetavam como a paciente se sentia, garantindo maior funcionalidade e qualidade de vida.
Publicado
2021-08-23
Seção
ARTIGOS