Saberes de um ofício: a docência em Arte na Educação Básica Profissional e Tecnológica

  • Luana Cassol Bortolin Instituto Federal Farroupilha
  • Vantoir Roberto Brancher Instituto Federal Farroupilha
  • Catiane Mozzono Paniz Instituto Federal Farroupilha

Resumo

Este artigo tem como objetivo compreender os saberes docentes mobilizados por professores de arte atuantes da Educação Básica Profissional e Tecnológica. Sabendo do meio diferenciado em que se encontram estes docentes em função do Currículo Integrado e do Ensino Técnico Profissional de Nível Médio foi possível pesquisar como seus saberes e práticas se articulam a estas demandas. Logo, realizou-se uma pesquisa qualitativa pautada em entrevistas semiestruturadas com cinco professores de arte atuantes de um Instituto Federal de Ciência e Tecnologia. As narrativas dos entrevistados foram categorizadas e interpretadas através da análise de conteúdo (BARDIN, 2016) Autores como Gauthier (1998), Tardif (2008), Moura (2008), Nóvoa (1998), Cunha (2010) auxiliaram na interlocução dos dados e na interpretação das narrativas docentes. Conclui-se que há uma necessidade de reposicionar os saberes profissionais dos professores de arte para superar a noção de polivalência muito pertinente nas instituições. Existe, ainda, a importância de reconhecimento da arte como formação humana para o mundo do trabalho e para a vida no contexto da educação profissional e tecnológica.

Biografia do Autor

Luana Cassol Bortolin, Instituto Federal Farroupilha
Mestre em Educação Profissional e Tecnológica  
Vantoir Roberto Brancher , Instituto Federal Farroupilha
Professor do Programa de Pós-Graduação do Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica (PROFEPT) Doutor e Mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria 
Catiane Mozzono Paniz, Instituto Federal Farroupilha
Professora do Programa de Mestrado em Educação Profissional e Tecnológica (PROFEPT)
Publicado
2021-12-06
Seção
ARTIGOS