PORTAS: UMA ABERTURA PARA A LINGUAGEM POÉTICA NO CINEMA

Fernanda Conciani

Resumo


A porta é um elemento que há muito intriga o imaginário de artistas e intelectuais. De caráter icônico, é a representação concreta de imagens que povoam o universo onírico da mente humana. A porta separa ou une? Ela é um facilitador da transitoriedade em dicotomias como concreto e onírico, subjetividade e objetividade, morte e vida, real e imaginário, poético e prosaico, realismo e formalismo.


Palavras-chave


Portas; Poesia; Cinema.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19123/eixo.v1i2.28